quinta-feira, 17 de março de 2011

Na cozinha ela é um desastre (deixa até água queimar), mas como repórter * ela é o máximo!

Por Leandra Lima

A foca aqui aceitou o desafio de escrever para o blog Café & Veneno, mesmo tendo só feras entre os seus integrantes. Vamos lá!

Cadê o Café&Veneno e o Café&Conversa?
A festa da 7a edição Troféu Mulher Imprensa, na terça-feira, 15/03, foi um sucesso! A premiada na categoria Impresso e integrante deste blog, Maria Lima, levou um pequeno grupo de representantes da gangue familiar, além dos queridos amigos Marcel Frota e Flávio Freire, para prestigiá-la e compartilhar de sua alegria. Éramos oito (eu, Maria, Guguxo, Tiane, Sarah, Anik, Flávio e Marcel), mas roubamos a cena e, de longe, éramos o grupo mais animado (e lindo!!) da festa.
                                                           
Eu sou a linda de vestido preto, ao lado da madrinha

Mãe linda, filho lindo!
                              
                                                 
Até o Amaury Jr., anfitrião do Club A - local da premiação -  fez questão de se enturmar com a gente! Também na foto a Leda Nagle, homenageada especial da noite.

                                         
Na hora de receber o prêmio, a madrinha (ainda tem alguém que não sabe que sou afilhada dela??) ficou nervosa (novidade) e olhando pra cima. Levou até um pequeno puxão de orelha da Eliaria, simpática fotógrafa d'O Globo. Mas falou bonito. Agradeceu a todos que votaram e que fizeram campanha para ela. Certamente ela se lembrara da turma do Café & Veneno enquanto discursava.

                                                                                                          
Depois de ser entrevistada pela  repórter do programa do Amaury Jr., a madrinha se juntou aos sobrinhos e filho para participar da rodinha de bebidas, batizada, na hora, pelo Marcel, de Ciranda do Cacete. Hahahaha, desculpem-me pelo palavrão, mas foi este o nome.

                                                            
A brincadeira começa assim: todos os integrantes se servem de suas bebidas prediletas. Nos munimos de espumante, cerveja e uísque. Em seguida, brindamos (sempre!) e cada um toma um gole do que está em seu copo ou taça. Depois disso, passamos para o colega da direita o copo e pegamos o do colega da esqueda, damos um gole no que vier e passamos de novo para a direita.... até esvaziar todos os copos! E não pode respirar!! Tem que tomar tudo no embalo!! Olhem como as fotos saíram depois da ciranda:
                                              
A tia tentou sem sucesso fazer a meninada comer, após a brincadeira, o penne que estava sendo servido. Depois de muito rir e fazer palhaçada com tudo e com todos, saímos da festa e viemos para my little home. Eu, Sarah e Guguxo ainda bebemos o resto do licor 43 que tinha em casa junto com Absolut de cassis. Tentem isso em casa!!

* Maria Lima também foi homenageada, no início deste ano, pelos colegas de O Globo por 20 anos de trabalho duro na mesma casa, sucursal de Brasília. 

7 comentários:

  1. Adorei tudo! O post, as fotos, a tia, a sobrinha-afilhada, o filho, a turma toda. Mariazinha merece todas as homenagens. Obrigada por dividir esse momento com a gente, Leandra.
    Leda Nagle merece a homenagem especial. Foi ótimo vê-la com a turma do Café & Veneno.
    Ah, só mais uma coisinha: essa ciranda foi mesmo "do cacete". Prometo tentar fazer o mesmo qualquer dia. Com meu despreparo etílico, não sei o que vai dar. Rsrs. Beijão

    ResponderExcluir
  2. Um reparo: eu acho a Mariazinha ótima na cozinha. Como repórter, não preciso falar!

    ResponderExcluir
  3. Quem fala que a Mariazinha queima até água na cozinha é o Ricardo Ikassatti.
    E nunca desmente.

    ResponderExcluir
  4. A Maria #linda Lima é uma recente amiga. Amiga, sim. Juntas somos a corda e a caçamba. Mais caçamba pra que ninguém pense que vivemos grudadas. Somos daquelas amigas separadas na maternidade virtual pelo mesmo cordão umbilical. tenho profunda admiração pelo trabalho da jornalista e profundo e imneso carinho pela amiga que o DF me presenteou. Pelo menos nisso o DF é positivo. brindou-me com novos amigos. Todos fantásticos (isso pra não dar cafubira na galera por ciúmes..) Mas o comentário da noite, da hora, é para a Linda Maria Lima. Mesmo deixando queimar até água ela faz uma maionese dos deuses. Se a bela toma uma cervejinha ela cozinha muito bem., O problema que a lucidez muitas vezes atrapalha os grandes pensadores. É o caso de Lima..quase da Pérsia.. A moça conhecida em Goiânia como Litle Mary está comemorando o título com pamonhas e empadões. Não duvido nada que qualquer dia entre um copo de cerveja e outro ela não consiga preparar uma dessas delícias.
    falando mais sério a Maria Lima é uma p* profissional. Mostra disso que Amaury Jr tava lá na entrega do prêmio e a Maitê Proença considera-a como ícone no jornalismo político. Bravo, Maria Lima!

    ResponderExcluir
  5. Sou amiga da Mariazinha antes mesmo dela saber. Sempre fui muito apaixonada pelo jeito querido e ao mesmo tempo firme e decidido dela ser.

    O fato de se relacionar bem com as fontes nunca a impediu de enfrentar muitas saias justas.

    E´uma mulher corajosa, uma profissional maravilhosa que a ama a grande família que tem

    Fomos colegas de cobertura do Palácio do Planalto (governo Collor), mas nunca tivemos oportunidade de conviver fora da lida jornalística. Agora, o twitter nos permitiu essa aproximação que será, tenho certeza, para o resto da minha vida. Bendito twitter!

    PS. Leandra Lima querida, você vai longe. É linda e talentosa como sua madrinha.
    Grande beijo para as duas.

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post e a premiação. Maria e sua alegria, sua competência e engajamento a faz merecedora de tudo o que tem!

    beijo e abraço

    Taís Morais

    ResponderExcluir
  7. Afilhada de madrinha sereia é. Não resisti. Maria Lima, nossa Mariazinha, sorri com o coração. Leandra já sabe que neste blog tudo é festa. É muito bom ser amigo de Mariazinha. beijos, anjos todos do Café & Veneno.

    Badu

    ResponderExcluir