sábado, 12 de fevereiro de 2011

Pensando na peixada, mas caindo de boca numa feijoada enquanto o carnaval não chega ...

Por Cris Lopes 

Enquanto a turma do @CafeVeneno está se preparando para uma reunião de pauta regada à peixada  do querido Kassatti, aquela, que de tão boa faz o mulherio desmaiar de prazer, me preparo para enfrentar o calor com uma feijoada tipicamente carioca. Coisa de doido não é mesmo?

Acordei com uma vontade incrível de cair no feijão acompanhado de torresmo, couve fininha, laranja, batidinha de limão (que dispenso) e tudo o mais que o prato nos proporciona. Tudo isso, no Boteco 80 e numa mesa sob uma frondosa amendoeira. Depois dessa, possivelmente dormirei, mas não antes de dar uma tuitada e ouvir as novidades da reunião que as meninas de Brasília fazem hoje. Pelo menos dois homens estarão presentes e isso é muito bom para o clube das luluzinhas. Um dia lá estarei.

 
"Lhes contei: tenho fascinação por um dia de sol, mas não contei que amo as noites de lua e o dia da lua cheia está chegando."

Faz um sol maravilhoso e amigos já ligaram chamando para a praia, mas agora resolvi que não torro no sol como um peixe em frigideira, e mesmo embaixo da barraca e com o mar e chuveiros a disposição me sinto uma idiota. Gosto mesmo é de sair de casa por volta das cinco da tarde, ir para o Arpoador pegar um tiquinho de sol e depois passar parte da noite conversando com os amigos que sempre tomam o não tão bom espumante vendido na praia.

Lhes contei: tenho fascinação por um dia de sol, mas não contei que amo as noites de lua e o dia da lua cheia está chegando. Aí sim, gosto de sair para apreciá-la. Nada como uma ida ao Bracarense no Leblon, tomar um garotinho e comer petiscos.

Fora isso, já entro na euforia dos blocos de carnaval. São tantos, mas sempre vou aos mesmos: Bloco do Barbas, Simpatia é  Quase Amor (que ficou enorme e começa a perder a graça) e o Bloco da Segunda que sai pertinho de casa.  Só desisti do Bola Preta, porque tem gente demais em um espaço que me dá uma certa fobia.

Meus queridos, aproveitem a reunião, comam e desmaiem de prazer que eu vou tentar o mesmo com a minha feijoada regada à coca-zero.

5 comentários:

  1. Euforia essa que também me encontro. Adoro essa coisa bonita que é o carnaval. E essa feijoada, humm.. Me deu água na boca!! Só para constar, gostei muito de seu blog, bem gostoso ler as coisas que escreve. Muito legal!!

    ResponderExcluir
  2. Bom que, de qualquer forma, você se juntou a nós. Nossa peixada e sua feijoada. Nossa maravilhosa cidade e sua cidade maravilhosa. Qualquer dia nosso clube da luluzinha terá a alegria de receber você "ao vivo". Essa feijoada seguida de uma visita ao Arpoador também me faz inveja (rs). Com ou sem espumante. Sem falar da euforia dos blocos de carnaval. Aproveite por nós!

    ResponderExcluir
  3. Dá-lhe Cris ! Ótima novidade e belo texto. Beijos,

    Sergio

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pelos posts. Agradeço também aos comentários dos que não conseguiram postar aqui e me mandaram e-mails. Entre eles, Scartezini e Priscilla. Abreijos.

    ResponderExcluir
  5. Adorei Cris, e devo confessar que eu, independente da estação do ano, adoro uma feijoada, mas diferente de você não dispenso a caipirinha. Abração.

    ResponderExcluir