segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Consultório sentimental : entre a cruz e a espada...

 Bem por essa não esperávamos. O nosso endereço  cafeeveneno@gmail.com está entupido de pedidos de socorros vindos de  mulheres à beira de um ataque de nervos. Resolvemos,então, abrir um consultório sentimental e responder os SOS por ordem de chegada.

Vejam essa pobre mulher, a ponto de cometer não sei se exatamente a maior estupidez da sua vida. É a tal história quer sair da frigideira direta pro fogo. Resolvemos abrir espaço para que todos os leitores do blog opinem no espaço do comentário,de forma anônima ou identificada, Como queiram! O importante é dar alguma luz pra essa maluca:

"Sou leitora do Blog Café e Veneno e acompanho os textos com a maior atenção. No momento, as amizades que faço no Twitter e a leitura de blogs são minha única distração. Estou vivendo um momento difícil. Casada há quase 20 anos, estou apaixonada por outra pessoa. 

Essa outra pessoa convive comigo e com meu marido no dia a dia e o sofrimento só aumenta. É que estou amando o marido da minha melhor amiga. Saímos juntos, nos encontramos sempre e eu já não sei mais como agir para disfarçar. Por enquanto, esse amor é puramente platônico. Mas sinto que teria espaço para investir numa relação carnal. 

Acho que ele percebe sinais do meu amor, por isso dá todas as pistas de que poderíamos avançar. Meu marido e minha amiga nada percebem, tenho certeza disso. E isso me torna ainda mais culpada. Se optar por tornar essa paixão real, não vou conseguir continuar fingindo.

Meu sentimento é tão forte que todos vão perceber. E se não fizer isso, serei consumida por essa paixão que já nem me deixa respirar direito. Resolvi expor meu problema no Café & Veneno porque vejo que são mulheres bem resolvidas. O que devo fazer? Me ajudem, amigas... Abraços, "

KFS, 39 anos 

Prezada consulente,
Esta história de se apaixonar pelo marido da melhor amiga não tem futuro. Ou melhor, futuro até que tem, mas certamente será  péssimo. Qualquer vereda que você seguir vai ser um Deus nos Acuda. Por isso, te recomendo baixar o facho. 

Acho que tua vida está por demais ociosa. Se você trabalha, não dá a mínima para isso porque sequer o menciona na tua mensagem. Também se você é mãe está se lixando para o fato.  O problema é complexo e não vou lhe dar soluções simples, porque como sempre repetia Pedro  Malan, quando ministro da Fazenda, são o melhor caminho para se dar com os burros n´água. "Para um problema complexo há sempre soluções simples. Todas erradas", dizia ele.

Uma solução simples seria você largar a vida que construiu nesses 20 anos e fugir com o marido da sua amiga. Mas ela pode dar uma de doida e contratar alguém para persegui-los e pum...pam... pum.  Vocês até poderão ter uma cama king size , mas no cemitério. O fato dessa tua vida de 20 anos de casada não ter sido grande coisa não lhe faz merecer tal destino. 

Outra solução simples seria a chamada troca de esposas. Mas se você acompanha o programa na televisão sabe que vira tudo uma confusão e gritaria. Realmente é de embrulhar o estômago. Pra falar a verdade, tesão entre casais amigos sempre rola. Mas quando consumado acaba em muito choro e pouco riso. Alguma casa sempre acaba caindo.  Se a casa da tua amiga é de pedras e a tua é de palhas ou de tijolos, dá pra se ter ideia qual delas cairá primeiro. É só se lembrar da história do Lobo Mau e os Três Porquinhos.

Olha vou repassar o e-mail para outras integrantes do @cafeveneno para ver se alguém lhe aponta uma luz no fim do túnel porque eu, querida consulente, nesse caso, não consigo ver um palmo adiante do nariz. Conclamo também nossos leitores, de qualquer "orientação sexual " a estenderem a mão a esta mulher  que, na minha opinião, para espantar o tédio que a definha quer mergulhar de cabeça num vespeiro.


Clara Favilla
Editora e coordenadora de pautas

8 comentários:

  1. Um velho amigo, o Palhares, pediu-me para enviar-lhes um folheto que diz o seguinte:

    "É nesse momento e para situações como a sua, minha caríssima KFS, que se alevanta altaneira, enchendo o horizonte de esperança, a Palhares Shoulder & Hugs. Uma ong carinhosa que oferece ombros largos e aconchegantes para lamentações seguidas ou não de lágrimas e abraços reconfortantes que podem ser uma alternativa descomplicada para todo esse enredo. Venha enroscar-se na discreta rede baloiçante e ensombreada da Palhares Shoulder & Hugs. Seus problemas serão resolvidos num abrir de zíper ou num estralar de botões.
    Beijos e abraços
    Palhares, SEU (tradução palharina de CEO) PS&H"

    Só pra reforçar: sou apenas o mensageiro. Não tenho nada com isso.

    ResponderExcluir
  2. Acho que se engraçar com melhor amigo do marido e marido da melhor amiga uma furada daquelas. Realmente é um futuro daqueles bem ruins. Agora se é só paixão, minha cara, canaliza isso para outra coisa, vai correr, malhar, muda de emprego, faz algo criativo, produza algo, até mesmo encarar um bom tanque ou pia de louça. Eu faço isso quando não quero ceder a uma tentação daquelas que eu sei que não me levarão a nada. Boa sorte.

    ResponderExcluir
  3. Cabeça vazia é oficina do diabo , já dizia minha avó Rosinha. Você é muy amiga da "dita cuja quase corna", né?

    Seu problema está entre dar ou não dar pro maridão da " amiga" .
    Se é para você ter um problemão ceda seu corpitcho e faça bom proveito. Solte a franga louca que existe dentro de você.
    Se é pra ficar no platônico trate de ter uma ideia ecologicamente correta. sabe aquele monte de roupa amontoada na área de servço? Pois bem. Lave tudo no tanque, fofa. Assim você não vai ter tempo de pensar em mais nada que não seja tratar os " unheiros" e das micoses adquiridas nesse ato de limpeza da alma.
    Como sou uma pessoa boa, de índole boa, sugiro que entre uma trouxa de roupa e outra leia o livro " Fragmentos de um discurso Amoroso" do Roland Barthes. Pode comprar que é fininho. Tá?

    ResponderExcluir
  4. Saia justa total. Marido de amiga não é para provocar paixão, nem mesmo platônica. Cure-se disso correndo, malhando, estudando, trabalhando, faxinando a casa... Mas, se você anda se apaixonando, o seu casamento não está nenhuma Brastemp, aí, ou você conserta ou a situação se consertará. O marido da amiga (???) deixe lado que é melhor pra todo mundo. Paixão, ao contrário de amor, é coisa que dá e passa.

    ResponderExcluir
  5. Mulher de amigo meu é homem, já diz o dito popular. O que eu posso dizer sobre o episódio é o seguinte: A coisa está ruim, a coisa está ficando preta e quem não está com Deus, está na unha do capeta ... (rs)

    Minha querida KF, a vida é muito curta para perder tempo com firulas. Seu casamento está mal? O divórcio é a solução. Novamente solteira, você faz o que bem entender. Você é dona do seu nariz e da sua vida. Assuma!

    Abraço de toda a redação do Café & Conversa

    ResponderExcluir
  6. Querida KFS, seu problema é mesmo sério. Qualquer saída envolve sofrimento. Não vou dar nenhum conselho, a escolha é sua. Só vou dizer que eu ficaria com a amizade. Na carta, você lamenta a possibilidade de perder a amizade mais que lamenta um possível fim do seu casamento. Percebe isso?
    Paixão tem duração curta. Amigos são para sempre. Vinicius de Moraes, mulherengo assumido e homem casadoiro, teve um sem-número de paixões e ainda assim disse: "eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!" A frase já ficou meio batida (depois da internet tudo ficou batido), mas é adequada ao caso. A paixão vai passar - com ou sem "relação carnal" - e você vai ficar com fama de "mulher que pega marido de amiga". Isso é uma praga! Depois disso, você não terá melhor amiga, nem pior. Simplesmente, não terá nenhuma amiga.
    O marido da sua amiga pode não valer "essa perda toda" - se é que você me entende, kkk.
    Quanto ao seu marido... Nem vou entrar nessa seara.
    Boa sorte! Beijos

    ResponderExcluir
  7. cara KFS homem não vale a pena. Apesar de serem minoria em nosso país continental, tem muito por aí dando sopa.
    E vc já tem um, certo? Deixe os outros para as livres, leves, soltas e desimpedidas.Ou vire uma delas antes de adentrar ao campo minado da traição.

    Para vc só vem uma frase na minha cabeça, aliás uma estrofe de uma canção do (sábio e sempre maravilhoso) Chico Buarque:
    Se você crê em Deus
    Encaminhe pros céus
    Uma prece
    E agraceça ao Senhor
    Você tem o amor
    Que merece.

    ponto com ponto br.

    'merda para vc ou quebre uma perna', antes que dê o passo errado.

    ResponderExcluir
  8. É fácil resolver esse dilema.
    Comece a falar de Todas as qualidades de seu marido para sua amiga, se ele não tiver qualidade, invente.
    Elogie seu marido, conte as loucuras que fizeram, diga o tanto que ele é carinhoso, enfim, diga que seu marido é o Príncipe Encantado dos contos de fadas.
    Como toda mulher, pelo menos as que eu conheci, a sua amiga ficará tentada a conhecer da fruta e arrastará a asa para seu marido. Coloque um detetive atrás deles e reze para que aja um flagrante. Flagrante dado é só partir para o abraço nos braços do maridão da outra e sem culpa nenhuma, afinal de contas você não estará traindo seu marido, estará apenas se vingando de sua amiga.
    Simples assim.

    ResponderExcluir